sexta-feira, 14 de setembro de 2012

OPERÁRIO QUE TEVE PESCOÇO PERFURADO POR VERGALHÃO AINDA CORRE RISCO DE INFECÇÃO



O operário de uma obra em Copacabana, na Zona Sul do Rio de Janeiro, que teve o pescoço perfurado por um vergalhão, nessa quarta-feira,  permanece internado na unidade de terapia semi-intensiva do Hospital Municipal Miguel Couto. 

Francisco Bento Barroso, de 47 anos, está lúcido e permanece em observação, sendo medicado com antibióticos. Segundo informações da Secretaria de Saúde, o homem ainda corre risco de sofrer infecções e outras complicações decorrentes do acidente. Ele caiu de uma laje em cima do objeto. 

Em coletiva de imprensa,  realizada na tarde desta quinta-feira, os médicos Luiz Alexandre Assinger e Alexandre Azevedo, que estão cuidando do caso, disseram que  alguns nervos da face do operário foram atingidos e que isso pode estar comprometendo o funcionamento da mastigação dele. No entanto, os médicos são positivos quanto a recuperação do homem e acreditam que a dormência pode ser passageira, sendo causada pelo edema no local.

Francisco disse aos médicos que estava sentado na laje, fumando um cigarro, quando cochilou e caiu contra o objeto.

No mês passado, o operário Eduardo Leite, de 24 anos, teve o crânio perfurado por um vergalhão de dois metros de comprimento. Ele trabalhava no térreo de uma obra em Botafogo, na zona sul do Rio, quando foi atingido pelo pedaço de ferro, que caiu do quinto andar, provocando um impacto equivalente a 300 quilos. O metal atravessou o capacete e ficou alojado na região entre os olhos. Socorrido pelos bombeiros, ele chegou consciente ao Hospital Municipal Miguel Couto, onde foi submetido a uma cirurgia de cinco horas e permaneceu internado no Centro de Terapia Intensiva.
Tábita Martins - Estado de Minas
www.em.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...